Animais Sinantrópicos: Baratas

ANIMAIS SINANTRÓPICOS: BARATAS

Define-se animais sinantrópicos como aqueles adaptados a viver em ambiente antropizado, ou seja, junto ao homem, a despeito da vontade deste¹. São considerados animais sinantrópicos: Ratos, Abelhas, Aranhas, Baratas, Camundongos, Carrapato, Cupins, Escorpiões, Formigas, Lacraias, Lesmas, Morcegos, Moscas, Mosquitos, Percevejos, Pombos, Pulgas, Ratos, Taturanas, Traças, Vespas (marimbondos).

A UFSC possui uma Ata de contratação de serviços de  desinsetização, dedetização, desratização, descupinização, desalojamento de pombos e morcegos e outros meios de controle de sinantrópicos (contrato 262/2016) que pode ser utilizada quando esses animais estiverem oferecendo algum tipo de risco à saúde da comunidade acadêmica. Para mais informações clique aqui.

As baratas são insetos considerados vetores de muitas doenças² e, devido a morfologia de suas patas, podem carregar consigo milhares de bactérias, parasitas e outros micro organismos. Elas vivem, principalmente, nos sistemas de esgoto e se alimentam de qualquer coisa que encontram. Ao avistar apenas uma barata, as chances de aparecerem outras são muito grandes, devido a sua alta capacidade de reprodução. Por isso, algumas medidas de prevenção devem ser adotadas, como:

  • Eliminar as fontes de alimento, retirando os resíduos com frequência e limpando os recicláveis quando descartados;
  • Vedar portas, janelas e outras vias de acesso;
  • Sempre manter uma limpeza adequada do ambiente, evitando acúmulo objetos;

Caso a incidência desses insetos seja corriqueira, é recomendável contratar um serviço especializado de controle de pragas para que seja feita uma dedetização do local afetado.

Referências:
¹ https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/controle_de_zoonoses/animais_sinantropicos/index.php?p=4378
² https://www.infoescola.com/insetos/barata/