Animais Sinantrópicos: Cupinzeiro

ANIMAIS SINANTRÓPICOS: CUPINZEIRO

Define-se animais sinantrópicos como aqueles adaptados a viver em ambiente antropizado, ou seja, junto ao homem, a despeito da vontade deste¹. São considerados animais sinantrópicos: Ratos, Abelhas, Aranhas, Baratas, Camundongos, Carrapato, Cupins, Escorpiões, Formigas, Lacraias, Lesmas, Morcegos, Moscas, Mosquitos, Percevejos, Pombos, Pulgas, Ratos, Taturanas, Traças, Vespas (marimbondos).

O Cupinzeiro é um acumulado de terra construído pelos Cupins, caracterizando seu ninho². Esses animais se alimentam de celulose, destruindo a madeira e o papel. Devido a isso, representam uma ameaça à documentos,  peças e móveis de madeira, mas não transmitem doenças. Por possuírem hábitos subterrâneos podem fazer túneis de terra nas paredes e, caso isso seja constatado, o Centro de Zoonoses deve ser comunicado.

Uma descupinização também pode ser realizada no local para que a sua proliferação seja extinta, para isso, a UFSC possui Ata de contratação de serviços de  desinsetização, dedetização, desratização, descupinização, desalojamento de pombos e morcegos e outros meios de controle de sinantrópicos (contrato 262/2016). Para mais informações clique aqui.

Referências:
¹ https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/controle_de_zoonoses/animais_sinantropicos/index.php?p=4378
² https://super.abril.com.br/mundo-estranho/como-e-a-vida-num-cupinzeiro/