Animais Sinantrópicos: Moscas

ANIMAIS SINANTRÓPICOS: MOSCAS

Define-se animais sinantrópicos como aqueles adaptados a viver em ambiente antropizado, ou seja, junto ao homem, a despeito da vontade deste ¹. São considerados animais sinantrópicos Ratos, Abelhas, Aranhas, Baratas, Camundongos, Carrapato, Cupins, Escorpiões, Formigas, Lacraias, Lesmas, Morcegos, Moscas, Mosquitos, Percevejos, Pombos, Pulgas, Ratos, Taturanas, Traças, Vespas (marimbondos).

A UFSC possui uma Ata de contratação de serviços de  desinsetização, dedetização, desratização, descupinização, desalojamento de pombos e morcegos e outros meios de controle de sinantrópicos (contrato 262/2016) que pode ser utilizada quando esses animais estiverem oferecendo algum tipo de risco à saúde da comunidade acadêmica. Para mais informações clique aqui.

As moscas são insetos que podem transmitir várias doenças ², pois ao pousarem em superfícies contaminadas, podem carregar em suas patas esses agentes patogênicos e, posteriormente, ao entrarem em contato com os alimentos, podem contaminá-los.

O combate ideal das moscas é realizado por meio do saneamento ambiental, na eliminação das condições que possibilitam a existência de locais onde se acumule resíduos, restos alimentares, matéria orgânica em decomposição, entre outros.

Deve-se acondicionar corretamente os resíduos, não jogando-os a céu aberto, guardar corretamente os alimentos em recipientes bem fechados, lavar frequente áreas ou estruturas com qualquer tipo de resíduo orgânico (fezes de animais, restos alimentares, e outros), de forma a manter o ambiente sempre limpo.

Referências:
¹ https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/controle_de_zoonoses/animais_sinantropicos/index.php?p=4378
² https://www.bbc.com/portuguese/curiosidades-42122588