Animais Sinantrópicos: Ratos

ANIMAIS SINANTRÓPICOS: RATOS

Define-se animais sinantrópicos como aqueles adaptados a viver em ambiente antropizado, ou seja, junto ao homem, a despeito da vontade deste¹. São considerados animais sinantrópicos: Ratos, Abelhas, Aranhas, Baratas, Camundongos, Carrapato, Cupins, Escorpiões, Formigas, Lacraias, Lesmas, Morcegos, Moscas, Mosquitos, Percevejos, Pombos, Pulgas, Ratos, Taturanas, Traças, Vespas (marimbondos).

Os ratos são considerados animais sinantrópicos e algumas espécies silvestres possuem um papel ecológico muito importante na cadeia alimentar, pois são alimentos para muitos predadores. Eles realizam o controle populacional de pequenos roedores. Porém, a falta de predadores e a facilidade para encontrar alimento, propiciam a superpopulação deles.

Eles podem transmitir mais de 35 doenças por carregarem muitos parasitas em seu corpo e devem ser devidamente controlados². É muito importante não criar condições favoráveis para que ele apareça, mantendo condições sanitárias ideais. Caso sejam encontrados em locais inadequados, deve ser feito a desratização do ambiente.

A UFSC possui uma Ata de contratação de serviços de  desinsetização, dedetização, desratização, descupinização, desalojamento de pombos e morcegos e outros meios de controle de sinantrópicos (contrato 262/2016). Para mais informações clique aqui.

Referências:
¹ https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/controle_de_zoonoses/animais_sinantropicos/index.php?p=4378
² http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/junho/18/Anexo-VII–Controle-Roedores–lepto.pdf