Histórico

 Pequeno histórico da Coordenadoria de Gestão Ambiental:

Anteriormente à criação da primeira Coordenadoria de Gestão Ambiental, foi estabelecido o Programa Institucional de Meio Ambiente (PIMA) da Universidade Federal de Santa Catarina, pela Portaria nº 654, de 16 de abril de 1993, com o intuito de desenvolver ações na área do meio ambiente dentro e fora da UFSC. Foi a primeira iniciativa que se tem registrada voltada para a gestão ambiental universitária na UFSC. O PIMA teve seu regimento aprovado em 21 de novembro de 1997, por meio da Portaria nº544/PRPG/97, e era constituído por um grupo de trabalho formado por diversos representantes de grupos que pesquisavam sobre a temática ambiental na Universidade. O seu objetivo principal era a superação do estado de fragmentação e excessiva setorização das várias atividades de formação, pesquisa e extensão relacionada à problemática do Meio Ambiente. Esse programa conseguiu bolsas do RHAE/CNPq que viabilizou dezessete projetos relacionadas a  temática ambiental que atuavam interna e externamente a UFSC. O Programa estendeu-se de 1993 a 1999 e contou com vários Coordenadores, entre eles: Paulo Freire Vieira e Carlos Loch.

Apesar dessa  iniciativa, foi somente em 17 de maio de 1996 que foi criada efetivamente a primeira Coordenadoria de Gestão Ambiental, em resposta à solicitação de um grupo de professores preocupados com as questões ambientais da Universidade. A Coordenadoria era formada por quatro servidores administrativos e sua primeira coordenadora foi a Profª Sueli Amalia Andrade, seguida do Prof. Nito Ângelo Debacher. Nessa ocasião a Coordenadoria era ligada diretamente ao Gabinete do Reitor visando independência de suas ações e seu objetivo principal era minimizar agressões à natureza, usando estratégias ecologicamente corretas, dentro de um programa de gerenciamento ambiental, buscando a excelência da qualidade do meio ambiente e da qualidade de vida da comunidade universitária e do seu entorno.

Posteriormente, o coordenador passou a ser o Prof. Fernando Sant’Anna, que ocupou o cargo até maio de 2000. Essa gestão entendia que as práticas ambientalmente corretas desenvolvidas pela UFSC poderiam constituir aprendizado permanente de vida em harmonia com a natureza, que seria transmitido por professores, técnicos e alunos da comunidade em geral. Nessa época foram criadas comissões, entre elas: a de Resíduos Sólidos, Efluentes Líquidos e Conservação de Energia. Além disso, entre os programas desenvolvidos estavam: coleta e destino final dos efluentes tóxicos e a coleta seletiva.  Foi nesse período também que foi implementada a rede coletora de esgoto da CASAN no Campus Trindade.

Em 2000 assumiu a Coordenação novamente o Prof. Nito Ângelo Debacher. A Coordenação continuava ligada ao Gabinete da Reitoria e contava com doze bolsistas, no entanto ainda não possuía orçamento próprio, já que era um órgão de gerenciamento e não executivo. Para realizar os projetos, esses eram submetidos à FATMA que provia o recurso necessário. Nesse ínterim foram desenvolvidos o Programa de Conservação de Energia e Programa de Conservação e Reuso da Água. Além disso, foram realizadas vários cursos visando a correta destinação dos resíduos químicos.

O próximo Prof. Érico Porto Filho assumiu em julho de 2004 a coordenação do setor. Nesse período avançou-se na gestão do sistema de resíduos orgânicos e químicos e no programa de racionamento de energia, com instalações de placas fotovoltaicas. Foi criada também a Sala Verde que realiza projetos envolvendo educação ambiental.

Na gestão seguinte a Coordenadoria de Gestão Ambiental foi substituída pela Coordenadoria de Gestão Integrada que ficou sob coordenação de Dante Juliatto. Essa coordenação entre outros objetivos queria garantir uma dinâmica mais ágil dos processos, gerando qualidade, responsabilidade social, saúde, segurança e meio ambiente no ambiente universitário.

Após essa gestão,entre 2012 a 2014 a Coordenadoria de Gestão Ambiental da UFSC permaneceu oficialmente inexistente. Entretanto, a partir de maio de 2013 foram contratados servidores  para atuar em ações relacionadas com a temática ambiental. Contudo, apenas em fevereiro de 2015, foi publicada pela Portaria N° 95/2015/GR de criação da CGA, sob Coordenação do Prof. Fernando Sant’Anna vinculada à Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento.

O próximo Coordenador foi o Prof. Rogério Portanova, que ocupou o cargo de dezembro de 2016 a dezembro de 2018, com a missão de congregar esforços para tornar a UFSC uma instituição cada vez mais sustentável. Nessa gestão  a  CGA passou novamente  a ser vinculada a Direção Geral do Gabinete, a fim de dar um caráter transversal para a temática e o número de servidores ampliou-se para oito, com fusão da CGA com o setor de Resíduos, antes estava vinculado a PU em abril de 2018.

Desde 2014 a CGA tem trabalhado em parceria com diversos departamentos na realização de Projetos de Pesquisa e Extensão voltados para a temática da sustentabilidade.

Atualmente trabalham na Coordenadoria de Gestão Ambiental oito servidores que contam com o auxílio de bolsistas de diversas áreas de atuação e a a coordenação está sob comando da Profª  Letícia Albuquerque.

 Pessoas que fizeram parte dessa história:

Prof. Rogerio Portanova, Carlos Alberto Silva, Jorge Genovencio De Freitas, Joventino Domingos Ferreira, Luiz Carlos Pereira, Márcio Antonio Nogueira Andrade, Marcos José Elias, Marlene Alano Coelho Aguilar, Paul Richard Momsen Miller – Subcoordenador, Rosa Elisa Villanueva Villanueva, Wilson Rudi, Zulmar Domingues Da Silveira, Mauro Dutra

Equipe Atual:  http://gestaoambiental.ufsc.br/equipe/