Edital para a Contratação de Estagiários – Edital PIBE

13/03/2019 20:56

A Coordenadoria de Gestão Ambiental abriu Edital para a Contratação de 4 bolsistas:

  • 1 vaga para os cursos de Biologia, Agronomia ou Geografia
  • 2 vagas para o curso de Engenharia Sanitária e Ambiental
  • 1 vaga para o curso de Animação ou Design

Os interessados devem encaminhar currículo, grade de horários e histórico escolar para gestaoambiental@contato.ufsc.br até 18 de março de 2019.  Mais informações e detalhes podem ser conferidos no edital, disponível aqui.

Importante: Nesse Edital a preferência das vagas será dada para o Sistema de vagas étnico-raciais, 100% das vagas estão reservadas para esse Sistema. Caso não hajam candidatos, será aberto para ampla concorrência.

2º Pedal das Águas

13/03/2019 18:07
2-pedal-das-águas-wpp-768x768

(Foto: Reprodução CASAN)

Para celebrar o Dia Mundial da Água (22 de março), a CASAN realiza no sábado, dia 23, o 2º Pedal das Águas, um passeio de bicicleta que vai do Rio Cubatão, em Palhoça, ao Rio Pilões, em Santo Amaro da Imperatriz. O trajeto passa por importantes pontos de captação de água para a distribuição na Grande Florianópolis. O evento é uma parceria entre a companhia de água, a prefeitura de Santo Amaro da Imperatriz e a empresa Cicles Hoffmann.

O percurso é de nível intermediário/avançado e tem 17,4 km no total  ̶ 8,7 km de ida, com subida de 4,5 km em estrada de chão (316 metros acumulados), e retorno ao local de início. Na largada e no ponto final do passeio será disponibilizado café da manhã para os participantes. A recomendação é que cada um leve sua garrafa de água e toalha. Caso as condições climáticas estejam desfavoráveis, o pedal poderá ser cancelado, com aviso prévio da empresa.

Para participar, os interessados devem se inscrever pelo link: https://bit.ly/2UqvlNx

O Dia Mundial da Água foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1993, com o objetivo de alertar a população sobre a importância da água para a vida na Terra e a urgência de sua preservação. Durante a semana do dia 22, a CASAN vai realizar diversas atividades, incluindo visitas e palestras, com o intuito de promover o consumo consciente desse recurso.

Apoio Semana do Meio Ambiente 2019

19/02/2019 16:24

Está aberta a convocação  para os interessados em apoiar financeiramente ou por meio de doações a Semana do Meio Ambiente 2019

A Coordenadoria de Gestão Ambiental, em conjunto com outras instâncias da UFSC, está organizando a Semana do Meio Ambiente da UFSC 2019. O evento, já consolidado no calendário regional com forte participação da sociedade, ocorrerá entre os dias 3 e 8 de junho de 2019.

A Semana tem como objetivo a promoção da sustentabilidade por meio de palestras, oficinas, visitas técnicas, apresentações artísticas, mesas redondas, com todas as atividades gratuitas e abertas ao público. Nas mesas redondas, as temáticas abordadas em 2019 serão: “Perspectivas Ambientais para o Brasil”, “Crimes Ambientais no Brasil”, “Impacto do consumo da carne no Meio Ambiente” e “Licenciamento Ambiental: importância, mudanças e interesses”, com a participação de palestrantes de renome.

Contraprestação dos apoiadores:

Independentemente do tipo de apoio, a logo dos apoiadores estará presente:

  • nos brindes;
  • divulgações no site, mídias sociais da Gestão Ambiental, UFSC Sustentável e UFSC;
  • nos banners; cartazes; vídeos;
  • nos e-mails convite para o mailing da UFSC e contatos da comunidade externa;
  • nos agradecimento realizados pelo mestre de cerimônia;
  •  e ainda, caso o patrocinador deseje, terá disponibilidade de espaço de fala no dia das mesas redondas.

Caso haja interesse em apoiar o evento deve-se realizar contato pelo e-mail: gestaoambiental@contato.ufsc.br.

Alerta Dengue, Zika e Chikungunya em Florianópolis

18/01/2019 12:24

A DIVE emitiu em janeiro de 2019 alerta indicando aumento dos casos de Dengue em Santa Catarina. Esse alerta indicou que em 2018 foram identificados 15.886 focos do mosquito Aedes aegypti, espalhados em 164 municípios de Santa Catarina. Destes, 551 focos estavam concentrados em Florianópolis.

Em 2019, só no município de Florianópolis, já foram  identificados 14 focos e é nessa época com o calor que o Aedes prolifera-se com maior facilidade.

Deve-se prevenir e eliminar o foco do mosquito evitando acúmulo de água, descartando adequadamente seus resíduos e utilizando, quando necessário repelentes. Ao circular pelo campus, caso observe um objeto que possa se tornar foco de proliferação faça o descarte em local seguro ou se for inviável notifique por meio do e-mail: evitedengue@contato.ufsc.br. Se o acúmulo de água estiver fora do Campus, você deve ligar para a Vigilância Epidemiológica no telefone: 3212-3907 ou 9999852710.

Infelizmente, nem sempre é possível evitar o contágio, então fique atento aos seguintes sintomas:

Dengue: Pessoa que apresente febre, usualmente entre 2 e 7 dias, e duas ou mais das seguintes manifestações: náuseas, vômitos, exantema, mialgias,dor articular, cefaléia, dor no fundo dos olhos,pequenos pontos vermelhos no corpo, entre outros sintomas.

Zika: Pessoa que estiver apresentando manchas vermelhas, acompanhado de pelo menos 2 dos seguintes sinais e sintomas: Febre OU região interna dos olhos avermelhadas (sem secreção) OU dor simultânea nas articulações OU Edema.

Chikungunya: Pessoa com febre de início súbito maior que 38,5°C E dor articular ou artrite intensa de início agudo, não explicado por outras condições.

Apresentando algum desses sintomas o paciente deve se dirigir à unidade de saúde mais próxima para realizar coleta de sangue com o intuito de identificar o grau da doença e classificação de risco para conduta médica. Lembrando que para alunos, servidores e professores da UFSC existe no Hospital Universitário o Serviço de Atendimento à Saúde da Comunidade Universitária (SASC).

Para conferir o Alerta completo clique aqui.

Créditos da imagem: Reprodução Facebook Prefeitura Municipal de Florianópolis

Fonte:

Redação,Prevenção da dengue: 10 dicas para se cuidar,9/3/2017 Acesso em 18/01/19-https://www.minhavida.com.br/saude/materias/11617-prevencao-da-dengue-10-dicas-para-se-cuidar

Gerência de Vigilância Epidemiológica-Diretoria de Vigilância em Saúde–SMS, Risco de Dengue, Zika e Chikungunya em Florianópolis,Florianópolis-SC, 11/janeiro/2019 Acesso em 18/01/19- file:///C:/Users/08097212951/Downloads/alerta%20arbo%2011012019.pdf

 

União Europeia decide proibir plástico descartável nos próximos dois anos

21/12/2018 12:10

Foto: Surfguru

Foi aprovado em Bruxelas um plano de regulamentação da União Europeia que coloca em pauta a proibição de utensílios plásticos descartáveis que possuem substitutos duráveis. Esse foi um acordo provisório que deve entrar em vigor em até dois anos e tem como objetivo reduzir a quantidade de resíduo plástico que é um potencial poluente de mares e meio ambiente.A comissão propôs o acordo tendo em vista que 80% do lixo encontrado nos oceanos é composto por plástico.

Mais informações sobre a notícia podem ser encontradas aqui.

Fonte imagem

Publicado o Relatório de Sustentabilidade da UFSC de 2018

17/12/2018 12:52

Foi publicado o Relatório de Sustentabilidade da UFSC de 2018, com as informações e dados de 2017.

A implantação da publicação anual do Relatório de Sustentabilidade da UFSC, elaborado com base nas diretrizes do padrão GRI (GRI Standards 2016 – CORE option) busca publicizar os impactos da UFSC, positivos ou negativos, no ambiente, na sociedade e na economia. Junto com os demais relatórios institucionais, como o Relatório de Gestão, leva ao público e aos gestores, tomadores de decisão, informação relacionada a dados de sustentabilidade confiável, relevante e padronizada.

Ecossistema-UFSC

Florianópolis recebe três certificações da Bandeira Azul

17/12/2018 12:32

Florianópolis recebeu na última sexta (30) três certificações do Programa Internacional de Qualidade Ambiental Bandeira Azul, nas categorias Praia, Marina e Embarcações de Turismo Sustentável. O evento contou com a presença do ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o presidente do Grupo de Trabalho Náutico de SC, Mané Ferrari, o prefeito em exercício de Florianópolis, João Batista Nunes e a coordenadora do Programa Bandeira Azul no Brasil, Liana Bernardes.

A praia da Lagoa do Peri, o Iate Clube Santa Catarina e a Água Viva Mergulho foram contempladas pelo projeto. A Bandeira Azul busca conscientizar os cidadãos e tomadores de decisão para a  proteção do ambiente marinho e incentivar ações que reduzam os conflitos existentes. As praias devem ser acessíveis a todos independentemente da idade, gênero, visão política e religião e devem ter  pelo menos um ponto de coleta para análise de qualidade de água.

Foto:  Cristiano Andujar

Seminário sobre revitalização de bacias hidrográficas acontece essa sexta

05/12/2018 11:14

Seminário “Brasil que cuida de suas águas” acontecerá essa sexta (7) em Brasília. O evento busca construir as bases do Programa Nacional de Revitalização das Bacias Hidrográficas com a presença de representantes internacionais e nacionais

O encontro terá dois momentos de apresentação do Departamento de Revitalização das Bacias Hidrográficas, um sobre os resultados dos encontros regionais acerca do mesmo tema e outro sobre a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável em relação ao Programa. Logo após serão abertas mesas de diálogo com a presença de instituições e programas internacionais, como a ONU Meio Ambiente e a UNESCO e nacionais, como o IBAMA e o Instituto Chico Mendes.
O Programa Nacional de Revitalização das Baias Hidrográficas busca recuperar, conservar e preservar as bacias hidrográficas em situação de vulnerabilidade ambiental. Ele está inserido no Programa de Conservação e Gestão de Recursos Hídricos e atualmente nas bacias hidrográficas dos rios São Francisco, Tocantins-Araguaia, Paraíba do Sul e Alto Paraguai, no Pantanal.

DRBA_seminario_Junho_2018
Programação completa em: http://www.mpdft.mp.br/…/Programacao_Encontro_Nacional_Bras…
As inscrições para o seminários podem ser feitas através do link:https://docs.google.com/…/1FAIpQLSfyzN5i0yqd2m5nPq…/viewform

UFSC inicia a Campanha de Combate ao Aedes

30/11/2018 13:47

Plaquinhas descontraídas chamam a atenção de alunos e servidores para a problemática do Aedes aegypti, no Campus Trindade. Iniciativa da Gestão Ambiental, a atividade inicia a campanha anual de combate ao mosquito, chamada de “UFSC contra o Aedes”.

O verão é a época crítica para doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, transmitidas pelo Aedes aegypti. As chuvas e o clima quente característicos da estação são favoráveis a proliferação do mosquito, fazendo com que os casos dessas doenças aumentem em todo país. A UFSC é um local de risco porque pessoas de todo Brasil circulam no Campus, aumentando a chance de transmissão do vírus. 

Para isso, é preciso estar atento aos possíveis focos do mosquito, pois todo material que possa ser depósito de água parada é perigoso. Fique atento: calhas danificadas e amassadas, com folhas ou vegetação brotando; poças com mais de 5 dias; materiais de construção em locais descobertos; garrafas de vidro, copos plásticos e pneus no chão. Caso você veja algum desses materiais, jogue o objeto no lixo ou comunique a Comissão de Combate à Dengue na UFSC. O combate é urgente, pois em 15 dias os ovos já se tornam mosquitos adultos.

Comissão de Combate à Dengue UFSC:

A UFSC Sustentável, junto com o canal Nois Faria no Youtube, lançou uma paródia sobre o combate ao mosquito. Confira as plaquinhas e o folder informativo:

47095048_336980623763651_2038473370823032832_nfolder impressao2

Caso você encontre alguma plaquinha pelo Campus, envie para nosso instagram, @UFSCsustentavel.

WhatsApp Image 2018-11-27 at 13.13.48WhatsApp Image 2018-11-27 at 13.13.31

WhatsApp Image 2018-11-27 at 13.13.37

UFSC realiza testes com fumaça para detectar origem das águas que chegam aos córregos na instituição

12/11/2018 17:42

A Coordenadoria de Gestão Ambiental da UFSC, com a ajuda de uma equipe da Casan, irá realizar testes de fumaça para identificar a origem das contribuições pluviais ainda não identificadas aos córregos da UFSC. A operação será nesta terça-feira, 13 de novembro, a partir das 9h30. A equipe irá utilizar um equipamento insuflador de fumaça, com pressão suficiente para atingir até 400 metros de distância. A fumaça não é tóxica, sendo atestada pelos órgãos de controle, mas poderá gerar incômodo visual próximo aos locais de saída de fumaça ou ser confundida com incêndio.

A operação visa identificar a origem das águas que chegam aos córregos da UFSC, indicando se provenientes de tubulações pluviais (da chuva) ou de esgoto. A fumaça será injetada nas tubulações no ponto de chegada aos córregos, irá percorrer as tubulações até sair pelos pontos altos, como bueiros, tampas, e podem até mesmo sair por pias, ralos, e demais instalações hidráulicas que contribuem aos córregos irregularmente.

A verificação das redes de drenagem da UFSC com aplicação de fumaça inicia às 9h30, na ponte nos fundos da Editora da UFSC. A equipe irá percorrer o trecho até a ponte entre o Centro de Eventos e a Reitoria, abrangendo as seguintes edificações: EGR, Editora da UFSC, NUMA, Centro de Eventos, LabCAL, Arquitetura, Fundação Certi e CDS. Somente neste trecho, há oito pontos de lançamento no córrego onde não há identificação da origem. Os trabalhos devem se estender até as 17h. 

A Coordenadoria de Gestão Ambiental solicita aos responsáveis pelos locais que, se visualizarem fumaça, informem as equipes da Coordenadoria de Gestão Ambiental e Casan que estarão no local, ou pelo telefone no (48) 3721-4228. A identificação dos locais de saída da fumaça é fundamental para a correção das ligações irregulares e o sucesso da operação.

Desde 2015, a UFSC conduz estudos para a recuperação da qualidade da água dos córregos que atravessam o campus Trindade, com monitoramento da qualidade de água, caracterização dos cursos da água e das fontes de poluição interna e externa ao campus, e proposições de recuperação. Atualmente, há uma comissão formada por técnicos-administrativos da Coordenadoria de Gestão Ambiental, Coordenadoria de Planejamento e Departamento de Arquitetura e Projetos da Secretaria de Obras e Meio Ambiente e do Gabinete da Reitoria com o objetivo de encaminhar aos órgãos competentes um Plano de Recuperação dos Córregos cujas fontes de poluição são inerentes ao campus da UFSC.

A operação será cancelada em caso de chuvas, e transferida para a próxima semana.

Mais informações pelo ramal 4228.

Notícia: Agecom UFSC